Como testar fonte de alimentação do computador

Artigo muito técnico, convém pelo menos saber montar um PC para dar utilidade a esta informação.

Porquê testar a fonte? Já alguma vez tiveram PCs a desligar-se numa casa e não noutra? PCs que estão bem durante 10 horas e depois desligam-se?  Estes problemas misteriosos normalmente são o resultado de uma fonte de alimentação podre e costumam criar os problemas mais aleatórios e difíceis de resolver.

Antes de mais um pouco de informação acerca das fontes de alimentação. As fontes de alimentação convertem a corrente AC das fichas na parede AC em corrente DC. As fichas da parede mandam cerca de 230 volts (representado pelo V) e os PCs precisam normalmente entre 3 e 12v. Os volts são o equivalente à pressão da água. Quando esta pressão eléctrica é baixa ou alta os componentes do PC podem estourar. E tal como a pressão de água, também há picos de pressão eléctrica, o que é mau.

A seguir vou explicar como fazer testes à fonte:

  1. Testar uma fonte de alimentação sem usar a motherboard.
  2. Testar se a fonte de alimentação está a converter correctamente a corrente AC para DC. (Medir os volts)
  3. Soluções alternativas

Obviamente não me responsabilizo por erros vossos, podem apanhar choques e queimar componentes.

Testar uma fonte de alimentação sem usar a motherboard

Este teste é útil porque isolamos a fonte e com isto isolamos o problema. A fonte vai ligar automaticamente sem precisar de carregar no botão de power. Basicamente vão fazer uma ligação directa na fonte de alimentação. Passos:

  1. Desliguem todos os cabos da fonte de alimentação.
  2. Desliguem a fonte (no botão).
  3. Arranjem um clip ou um fio metálico com isolamento (é melhor este porque… isola) e liguem o fio verde a um preto (como na imagem). Os fios pretos são todos fios terra e os outros são todos positivos. Mais info daqui a pouco.
  4. Liguem p.e. uma ventoinha do PC à fonte.
  5. Liguem a fonte (no botão).

Com isto a ventoínha deve começar a rodar, se a ventoinha não rodar a fonte está queimada.

Testar se a fonte de alimentação está a converter correctamente a corrente AC para DC. (Medir os volts)

A fonte de alimentação até pode estar a funcionar, mas não totalmente. A ficha principal da fonte de alimentação (Ver imagem abaixo) tem vários fios de várias cores, e a cada cor corresponde uma voltagem diferente. Se as voltagens não estiverem nos valores correctos a fonte está queimada.

Para testar os volts precisamos de um multimetro (é multi porque mede volts AC, volts DC, amperes e ohms (a unidade do Nuorte)). Um multimetro custa cerca de 15-20€  e dá para medir desde fontes de alimentação, a pilhas, tomadas, carregadores de telemóveis, etc.

Na BIOS do PC é possível ver os volts, mas multimetro (ver imagem abaixo) é muito mais fiável.

O que queremos medir é corrente DC, logo temos de ajustar o voltímetro para o V com as 2 linhas. Na imagem dá para ver que existem muitas opções no DC, mas o que queremos é colocar no 20. Estes valores são para definir a escala a que queremos medir. Imaginem que querem pesar 100g de farinha, não usam a balança da casa de banho para isso. Aqui é o mesmo, ajusta-se a escala para o 20 porque vamos querer medir volts na gama dos 3v a 13v.

A Direct Current (DC) circula só numa direcção, a Alternate Current (AC) circula em duas direcções. Não sei o que isto significa, mas sei que uso isto para me lembrar que o símbolo de corrente directa é mais… direito. OK, vamos medir as voltagens? Ainda não, está quase!

Primeiro temos de saber a que voltagem corresponde cada cor:

  • Preto – Fio terra (GROUND)
  • Verde – Especial, para ligar a fonte directamente.
  • Laranja (Orange) – +3.3V
  • Vermelho (Red) – +5V
  • Amarelo (Yellow) – +12V
  • Roxo – +5VSB
  • Azul – -12V

Já usaram o verde e um preto para fazer a ligação directa (tópico anterior), agora vamos poder usar os outros. Pus o nome das cores em inglês porque é uma boa maneira de lembrar as 3 voltagens principais (3.3, 5 e 12v). Se ordenarem por ordem alfabética da cor também têm ordem crescente da voltagem.

Como os volts variam um pouco, convém ler o manual da fonte para saber a variação possível de cada voltagem. Mas regra geral a variação permitida é de +/-5%.

  • +12V: Os PCs retiram cerca de 70 a 95% da energia que necessitam desta voltagem. CPU, gráficas, discos, ventoínhas, chipsets principais da motherboard, drives ópticas, etc. Logo com a variação de 5% os valores têm de estar entre 11.40V e 12.60V.
  • +5V: Usado para chipsets da motherboard, algumas ventoinhas, aparelhos usb, etc. Logo com a variação de 5% os valores têm de estar entre 4.75V e 5.5V.
  • +3.3V: Usado na RAM, chipsets da motherboard, etc. Logo com a variação de 5% os valores têm de estar entre 3.20V e 3.46V.

As outras cores não são tão importantes, têm mais informação nos links no final.

Está na hora:

  1. Liguem alguns componentes à fonte, convém que estejam a usar 20-30w, uns 15% do que costumo usar (ver link). Quando testo a minha fonte actual, tenho valores errados se só tiver uma fan ligada. Se ligar alguns componentes já ficam dentro da variação.
  2. Façam ligação directa (com o clip) como mostrei no tópico anterior.
  3. Liguem o multimetro e ponham no modo DC 20. Neste momento já devem ter ligado os dois sensores no multimetro, um fio preto e um vermelho cada um com pontas metálicas, ver imagem seguinte.
  4. Para cada cabo que sai da fonte encostem num fio preto o sensor preto do multimetro, e o sensor vermelho do multimetro num fio de cor.
  5. Deixem estar o sensor preto e vermelho durante uns 10 segundos para confirmar que não há picos de corrente.
  6. Se os valores estiverem dentro dos 5% de variação , a fonte está boa, senão a fonte está queimada.

Como podem ver na imagem este encaixe (molex) está a marcar 5.18 para o fio vermelho (5v), logo está dentro dos limites tolerados (entre 4.75V e 5.5V).

Vejam este vídeo e vejam os links das referências, convém assimilar bem os conceitos se não querem assimilar uma faísca…

Soluções alternativas

Apesar de tudo isto só mostra que a fonte está má, não prova que a fonte está boa. As fontes são manhosas. Um problema da solução anterior é que podem ter picos de corrente em apenas certas alturas. Para medir esses picos podem usar um osciloscópio. Não faço ideia como usar este aparelho, só sei que são mais caros que uma boa fonte nova.

Logo a solução seguinte é a mais simples de todas: Tenham uma fonte de alimentação para testes que saibam que está boa. Troquem por umas horas e vejam se tudo corre bem.

Ainda existe outra solução: Comprar um medidor de fontes de alimentação. É um encaixe que se coloca no cabo de 20/24 pinos que indica se tudo está bom. Ainda prefiro o multimetro, é mais versátil.

P.S.: Os problemas mais difíceis que tive até hoje foram: fontes queimadas; dois problemas em simultâneo; um parafuso que ficou preso na motherboard e eu não o vi e a motherboard fazia contacto e nem sequer ligava. E os vossos?

About these ads
This entry was posted in Geral. Bookmark the permalink.

6 Responses to Como testar fonte de alimentação do computador

  1. Pingback: Montar PC: Como escolher fonte de alimentação | Artur Carvalho

  2. Silva says:

    o teste é de facto o mais simples e o que todos podem fazer, apenas para saber se a fonte debita a tensão elétrica (volt)
    O problema é, saber verificar em termos de corrente (ampere), ou seja o que os consumidores vão carregar aos vários secundários da fonte, pois na ficha até posso ter 12 volt, mas tem de se saber se quando a fonte for confrontada com os consumidores os 12 volt ainda lá permaneçem, efeito por fenómeno da carga da corrente elétrica (ampere)
    Este é um teste que nem todos podem ter facilidade de fazer, no entanto ver se a fonte debita as diferentes tenões, o que o carvalho acima descreve é de facto bastante util, mas cuidado, volt pode lá estar, mas quando a carga é exercida na fonte (ampere) os volt podem baixar, ou a fonte nem isso tolerar, e desligar ou criar outros efeitos estranhos.
    COMPREM SEMPRE FONTES DE QAULIDADE, SE FOREM CARAS, PODEMOS SER ENGANADOS, MAS QUANDO COMPRAMOS BARATAS, MEUS AMIGOS, JÁ ESTAMOS A SER ENGANADOS!!!
    ABRAÇO.

  3. Excellent submit, very informative. I’m wondering why the other experts of this sector don’t understand this. You must proceed your writing. I am sure, you have a huge readers’ base already!|What’s Happening i’m new to this, I stumbled upon this I have discovered It absolutely useful and it has aided me out loads. I’m hoping to give a contribution & assist different users like its aided me. Good job.

  4. buy ativan says:

    There is certainly a great deal to find out about this subject.

    I love all the points you made.

  5. Anderson says:

    Nem sempre o o mais caro quer dizer ser o melhor e o barato e ser ruim, as vezes o barato apenas esta tentando entrar no mercado ,e as vezes tende a ser ate melhor, as pessoas tem que parar com esta besteira de nossa e um corsair, e dai eu tenho uma bravia de 700w que vem me atendendo muito bem, ta segurando a onda tranquilo, e olha que eu pacas call of dut , medal off crysis, alie x predador e etc…e paguei barato nela

  6. Menu planning and knowing the right wines are frightfully important – get Larousse Gastronomique and Brillat-Savarin’s The Physiology of Taste.
    Ozzie Osbourne libow is easier to understand. So, who’s in the area.
    It was amazing They are the parents of daughhters Sophia, Sistene and Scarlet.
    For example, the very first day of the strike, one class ordered pizzas, while other students sneaked off to libow go shopping.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s